8 Filmes e Séries de Comédia que falam sobre a Vida de Mãe

Atualizado: Fev 3

A maternidade é um mundo à parte, nos pega de surpresa e quando você acha que está aprendendo sobre uma coisa, aparece outra. As delícias e tormentos de ser mãe, só entende quem passa e se a situação não melhorar, pelo menos o seu humor vai.


Se você está procurando comédias para assistir, essas mães vão arrancar muitas gargalhadas.



1. Bad Moms (Perfeita é a Mãe)



Com um elenco maravilhoso ( Mila Kunis, Kristen Bell, Kathryn Hahn) e uma trillha sonora MARAVILHOSA, esse filme de comédia me fez rir horrores!


Cansadas de fazer tudo sozinhas e não ter reconhecimento, essas mães se revoltam e vão em busca de liberdade.

Veja o trailer



2. Working Moms (Supermães)


Essa série é uma das minhas favoritas da atualidade.


Essas mulheres tinha uma vida antes de se tornarem mães. E agora elas têm que encontrar o meio termo entre quem elas eram e quem elas devem se tornar.

Além disso tudo, a licença maternidade terminou e com a volta ao trabalho, essas quatro mães precisam conciliar filhos, chefes, amor e a agitada vida em Toronto.

Maternidade, depressão pós parto, trabalho, casamento, divórcio e outros temas são abordados com humor e sinceridade.

Tem na Netflix.



3. Good Girls (Netflix)



O que três mulheres desesperadas fariam para salvar suas famílias?


Quão longe elas iriam?


Três donas de casa acabam roubando um supermercado para conseguir manter suas famílias e acabam se metendo numa situação bem mais complicada...


Apesar do assalto dar certo, elas descobrem que a loja roubada era controlada por Rio, um mafioso que cobra o dinheiro de volta.

Assim, elas acabam se envolvendo nos esquemas do criminoso para conseguirem se livrar dele.


Veja o trailer



4. The Let Down (Turma do Peito)



Audrey é uma mãe de primeira viagem que está lutando para manter a sanidade enquanto entende a maternidade e o mundo novo que vem junto com isso.


Sempre descabelada, com um bebê que não dorme e nitidamente exausta, ela está atrapalhada com as novas funções e frustrada com toda essa mudança em sua vida.


Embora pareça entender todo o cansaço da mulher, seu marido está sempre envolvido com reuniões no trabalho e foge das atividades domésticas e funções relacionadas à criança.

Ele não quer lidar com isso. Audrey não tem escolha. Claramente esse não é um caso raro.


Audrey é isolada pelos amigos, sua mãe não a ajuda e ela fica à beira de um ataque de nervos.