Organização: Método Marie Kondo

Atualizado: Fev 3

Com o fim do ano chegando, sempre dá vontade de colocar a vida em ordem e renovar tudo ao redor.


É uma ótima época para Re ver tudo que temos, separar o que não nos serve mais e fazer doações para as pessoas que realmente irão utilizar aquilo.


Pensando nisso, vim compartilhar com você alguns passos e conceitos do método de organização KonMari.


Criado por Marie Kondo, a autora do livro “A mágica da arrumação”.


O método engloba o valor sentimental dos objetos e ela fala muito em agradecer. Respeitar as coisas e seus propósitos.


O método da Marie Kondo envolve poucos passos, mas

cada um deles deve ser concluído antes de se passar para o próximo.


Passo 1: Descarte

São duas tarefas: eliminar coisas e depois, decidir onde guardar o que vai ficar.

"São somente duas tarefas, mas a eliminação deve vir primeiro. Termine a primeira tarefa antes de começar a seguinte", escreve Kondo.


Passo 2. Faça essa pergunta a cada item “Isso me traz alegria?”

É o principal ponto da filosofia desse método: descartar tudo aquilo que não nos traz alegria.

"Devemos nos cercar somente do que nos traz felicidade. Para algumas pessoas serão muitas coisas. Para outras, somente um punhado", diz a autora.

"É a melhor maneira de nos assegurar de que vivemos com aquilo que nos satisfaz. E na quantidade justa".


Passo 3. Arrumar por categoria e não por cômodo

Ao invés de arrumar quarto por quarto, Marie recomenda organizar a categoria. Por exemplo: roupas, livros e papéis.

Nesse caso, a ordem dos fatores altera o produto. Comece com a roupa, continue com os livros, papéis, objetos variados e por último os de valor sentimental.

"Ao começar com as coisas fáceis, poderá melhorar pouco a pouco suas habilidades para tomar decisões, e assim terminará por achar o serviço simples".


4. Faça logo

A organização deve ser feita de uma vez, de uma tacada, para "mudar drasticamente a mentalidade".

Não existe uma pilha de objetos duvidosos; nada fica para depois.


5. Trate as coisas com amor

No universo do KonMari, as coisas estão vivas, contém energia. Ela justifica dessa forma: "Não acredito que deva existir competição em nosso coração entre coisas e pessoas. Se valorizamos os objetos que nos importam, e os tratamos bem, não só durarão mais e nos darão mais prazer; também poderemos aprender até mesmo a sermos mais amáveis e generosos com as pessoas".


6. Siga a regra do “tirou, devolveu”

Você já teve o trabalho de encontrar um lugar para cada coisa, agora precisa colocá-las lá.


7. Faça desse um momento só seu

Você precisa analisar com clareza se cada item te faz feliz ou não e ninguém consegue fazer essa seleção com alguém do lado falando “ah, mas você vai jogar isso fora? Não acredito!”.

Então faça dessa organização um momento só seu.

"Recomendo especialmente aos meus clientes que evitem ser vistos por seus pais e familiares.” , escreve Kondo.


9. O que fazer quando não puder descartar algo

Por exemplo: o vestido que depois de ter sido mãe, já não cai tão bem.

"Quando encontrar algo que não pode descartar pense com cuidado sobre o verdadeiro propósito em sua vida. Será uma surpresa ver a quantidade de coisas que possui que já cumpriram sua função. Ao reconhecer sua contribuição e as deixar ir com gratidão, será capaz de colocar verdadeiramente em ordem as coisas que possui e toda sua vida".

“Quando reduz o volume de pertences a uma quantidade com a qual consiga lidar, você revitaliza sua relação com cada um deles. Jogar algo fora não é abrir mão das experiências vividas ou de sua identidade. Por meio do processo de escolher somente aquilo que lhe dá alegria você consegue definir com precisão seus gostos e suas necessidades.”, explica Marie em seu livro.


Como organizar suas roupas

Marie ensina através dos seus vídeos no Youtube como dobrar diferentes peças de roupas.


Dicas extras de Marie Kondo:

• A melhor maneir